Skip to content

BitLinux DOIS.ZERO: revirando o lixo

11/06/2008

Sempre que se fala no programa “Computador para todos” do governo nas comunidades Linux surgem comentários sobre a péssima qualidade das distribuições adotadas pelo programa. Apesar de teoricamente essas distros seguirem as especificações técnicas estabelecidas, na prática elas estão longe de serem utilizáveis. A maioria é mais uma personalização do que uma distro em si, ou seja, são oportunistas que só querem ganhar o dinheiro do programa em troca de fornecer suporte, quase sempre de qualidade duvidosa. Parece que fornecer software de qualidade fica em segundo plano nesse caso.

Uma distro que está em conformidade com o programa do governo é o BitLinux, que está na versão 2.1, apesar de o nome indicar 2.0. É desenvolvido pela IMTECH e fornecido pela BitShop, uma empresa de comércio e exportação que não parece ter o mínimo de experiência com software a julgar pelo site da distro que além de estar incompleto (o wiki e o fórum não funcionam) solta pérolas como “Proteção contra Span” na página inicial. Esta distribuição é um exemplo perfeito para mostrar a péssima qualidade das distros do programa “Computador para todos”.

Assim que começou a instalação do BitLinux me dei conta de que se tratava de uma distro baseada no Fedora Core 6, isso mesmo que você ouviu leu, Fedora Core SE-IS! Estamos na versão 9 do Fedora, e nem ao menos se deram o trabalho de mudar os favoritos do Firefox para colocar as páginas de suporte do BitLinux, deixaram lá os links do Fedora mesmo. É uma excelente base, porém meio desatualizada para um sistema que é distribuído em 2008, mesmo para desktops. O sistema foi instalado usando o mesmo instalador do Fedora, o anaconda, sem muitas perguntas e sem problemas, ao término da instalação o sistema iniciou normalmente e o hardware da máquina virtual foi detectado e funcionou corretamente.

Clique nas fotos para ampliar

BitLinux - Opções de boot do isolinux

BitLinux - In�cio da instalação, usando o anaconda, mesmo instalador do Fedora.

BitLinux - Cópia dos pacotes durante a instalação

BitLinux - Área de trabalho, note o manual em pdf

Logo no primeiro login o que mais me chamou a atenção foi o arquivo bitmanual.pdf na área de trabalho, facilitando a vida das salsinhas – ponto para o BitLinux. Apesar de estar bem acessível o manual não ajuda muito: foi muito mal redigido e praticamente só mostra para que servem os softwares inclusos na distribuição. De cara o manual já diz que o sistema foi projetado para acolher usuários Windows, e acolhe de forma tão “aconchegante” que no próprio manual do BitLinux há uma seção ensinando como instalar o Windows XP em dual-boot. Haja cara de pau, é ver pra crer! O manual, que você NÃO encontra no site da distro e em mais lugar nenhum, está disponível aqui, exclusividade do iCaju. Percebe-se claramente que é um manual feito às pressas, para atender um requisito do programa.

O Kernel utilizado é o padrão do Fedora Core 6, versão 2.6.18. A distro inclui os aplicativos básicos de um ambiente desktop, em uma seleção curiosa, todos em versões incrivelmente desatualizadas. Alguns programas até já foram descontinuados e vários mudaram de nome. No BitLinux temos: gnome-pdf-viewer ao invés de Evince, Gaim ao invés de Pidgin, Leafpad ao invés de Gedit, OpenOffice 2.0 (está prestes a sair o 3), Firefox 1.5 (também prestes a sair o 3), GnomeBaker como gravador de mídias ópticas e os utilitários padrão do Gnome na versão 2.16.0. Nem vou comentar a falha de segurança que é colocar o Firefox 1.5 nas mãos de pessoas que não têm conhecimento de práticas de segurança. Possui também cliente VNC, o softphone Ekiga e utilitários para conexão discada e banda larga ADSL, além de suportar modems problemáticos, como o Motorola SM56, segundo o site, mas não pude confirmar esta informação.

O gerenciador de pacotes incluído no BitLinux é o Synaptic. Ao executá-lo uma supresa: o sistema, recém instalado, acusou a existência de 41 pacotes quebrados. Wow! Os pacotes quebrados vão desde programas essenciais para o desktop, como o OpenOffice.org e o Evolution, até pacotes mais fundamentais do sistema, como o xorg-X11-utils, gcc e HAL. Totalmente excelente!

BitLinux - Synaptic com 41 pacotes quebrados logo após instalação

Senhoras e senhores, temos um novo recorde!

Os repositórios de aplicativos disponíveis no sistema são de uma distro obscura, que muito provavelmente é a mesma coisa do BitLinux só mudando o nome, uma tal de Blag Linux. O atualizador do sistema (pup) não consegue encontrar os repositórios do Fedora, apresentando a mensagem de erro “Cannot find a valid baseurl for repo: core”, e para poder atualizar o sistema eu tive de sobrescrever os arquivos de configuração da pasta /etc/yum.repo.d com os arquivos da pasta /etc/bitlinux/yum, como root, coisa que qualquer leigo sabe fazer. Porque diabos colocar os arquivos de configuração certos na pasta errada? Eu que não sou tão leigo assim levei uma hora pra conseguir resolver este problema, imagina só alguém mais despreparado? E o pior: o Wiki da distro não funciona, o fórum da distro não existe, restando só o suporte pelo telefone. Não tem como ligar (interurbano)? Problema seu!

BitLinux - Consegui consertar os repositórios de atualização

Depois de muito suar… consegui!

Minhas considerações finais: esta distribuição coisa é motivo mais que suficiente para formatar o HD e instalar o XP piratão. Se as outras distribuições estiverem neste mesmo patamar está justificado o fracasso do Linux no programa “Computador para todos”. Pior é saber que o suporte, a única vantagem aparente das distros em conformidade com o programa, é rídiculo e só funciona via telefone, ou nem isso, não liguei pra saber por ser interurbano. Tanta distro boa por aí e o governo queimando o filme do Linux desse jeito. Tsc tsc tsc…

Fontes: BitLinux, Portal Computador Para Todos. Agradecimentos ao JimmySkull que me ajudou pelo IRC.

Anúncios
58 Comentários leave one →
  1. 12/06/2008 12:03

    é uma tristeza mesmo =( Podiam colocar um Debian Etch que é mais atual =) Ou mesmo um Ubuntu, Fedora9… O problema é que exigem o tal suporte, mesmo ele sendo um pseudo suporte =(

    InFog

  2. João Marcus permalink
    12/06/2008 12:29

    Esse tal suporte que eles exigem me parece mais uma jogada para incluir algumas empresas “afilhadas” no programa.

    • Eduardo permalink
      12/07/2012 11:48

      Concordo plenamente com você cara. Eu tenho o CD original dele aqui em casa mais á na versão 1.08. A bitshop é a primeira a colocar seu nome kk.

  3. Will Walber permalink
    12/06/2008 12:50

    Ridículo e revoltante ver que não haveria razão pra não funcionar, não fosse pelo desleixo intencional pra ferrar com toda a coisa! ¬¬

  4. Marcelo permalink
    12/06/2008 13:11

    Meu pai comprou um da Itautec. Pensei: vem com o librix e uma empresa sólida por trás. Deve ser bom.
    Dois pontos que notei:
    – O modem não funcionou nem por reza braba (suporte só por interurbano e pior, só em horário comercial). Tava reconhecido, achei uma tela que mostrou que o modem estava configurado mas não dá linha (será que veio com defeito?)
    – O live-cd do mandriva 2008.1 inicia mais rápido que o librix instalado no HD.

    Como não tinha internet, não deu pra fazer mais nada…

  5. 12/06/2008 13:28

    Eu comprei uma máquina do “Computador para Todos” que vinha com o Fenix Linux. Mesma coisa:
    -O site é tosco e tem altos erros de português (além da enquete-do-piá-pançudo: “o que você mais usa? Jogos/Aplicativos/Mídia/Etc”, hehe!);
    -O esquema que fizeram de montagem do disquete ferra com tudo na hora, por exemplo, de salvar um arquivo diretamente do “Salvar Como” do OpenOffice.
    -O OpenOffice cai sem explicação.
    -Os scripts de boot são horrendos, sem indentação, com nomes tipo “Joao”, ou “Marcos-old”, hehuieuhuah!
    -Não é possível alterar alguma coisa no boot, pois os scripts dão um jeito de sobrescrever suas alterações (e são feitos no estilo “programação macarrônica”)…
    Enfim… concordo com tudo o que foi dito: que queimação de filme! Não há nenhuma empresa que dê suporte ao Ubuntu no Brasil?

  6. 12/06/2008 13:30

    Opa! Corrigindo: o site já não é tão tosco. Agora pagaram um profissional para construí-lo, hehe!

  7. 12/06/2008 13:38

    Por que ficar inventando distribuições novas? Não seria melhor (e menos custoso) para essas empresas oferecerem suporte para distribuições já existentes? Nem precisaria personalizar, é só instalar e dar suporte. Ou será que isso o governo não deixa?

  8. Rayzen permalink
    12/06/2008 13:52

    Aqui tá sendo considerado apenas o BitLinux, mas essa lista pode ser ampliada por Metasis e Insigne.
    Felizmente existem distros boas nesse programa, como FeniX e Librix. O FeniX q terá sua versão 08, chamada Extreme está para ser lançada esse mês, merece uma analise também

  9. ricardos permalink
    12/06/2008 13:53

    O “pc para todos” do governo é um tiro pela culatra contra a comunidade SL, porque aumenta e reforça a idéia errada de que Linux é dificel demais. Vi recentemente que alguém listou 3 inimigos do Linux no desktop (o usuário metido a técnico e que vai instalar Windows pirata era um deles, e mais outros dois motivos ai que não me lembro ao certo agora, mas nenhum deles é a própria Microsoft) mas eu pessoalmente incluiria um 4, sendo a quarta o pc para todos. Como discutido ai em cima, o problema ñ é o Linux, mas sim os objetivos e a má administração desse programa pc para todos q da oportunidades de se fazer essa barbarie contra a comunidade SL.

    LAMENTÁVELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL.

  10. 12/06/2008 13:55

    Teste o GoblinX, melhor distribuição nacional do momento.

  11. Rayzen permalink
    12/06/2008 14:02

    GoblinX é baseado no Slackware…. nunca mexi, mas c for igual a distro ‘mãe’, usuário iniciante n vai gostar.

  12. cristianosvieira permalink
    12/06/2008 14:11

    Há mais coisas entre o linux e a microsoft do que possa imaginar nossa vã filosofia.

    Esta é a verdade dura e cruel!

    http://www.cafecomamigos.com.br

  13. 12/06/2008 14:21

    Não é Rayzen, ele tem as qualidades do Slackware com muito mais facilitado… e em matéria de livecd em imbatível…

  14. MuriloR permalink
    12/06/2008 14:26

    Eu acho que deveriam ser homologadas apenas, por exemplo, 4 distribuições Linux, dessa forma os fabricantes investiam mais no melhoramento dessas 4 versões e paravam de ficar inventando distribuições só para ganhar com o suporte e não ter de presta-lo pois o Linux deles é muito ruim.

  15. Rayzen permalink
    12/06/2008 14:26

    Ainda vou vencer a preguiça e baixar pra testar. É facil instalar programas nele?

  16. 12/06/2008 14:40

    Sim, Gslapt funciona como o Synaptic, e em modo texto Spalt-get funciona como apt-get.

  17. 12/06/2008 14:41

    Slapt-get*

  18. Gilson permalink
    12/06/2008 14:58

    O mais complicado é criticar e não fazer nada pra ajudar.

    ” Gilson:

    Confirmo o recebimento o seu e-mail e comunico-lhe que o encaminhamos para o
    pessoal encarregado do desenvolvimento e manutenção do BITLINUX.

    Carlos Mascarenhas
    mascarenhas[at]bitway[dot]com[dot]br “

  19. Mamutti permalink
    12/06/2008 15:06

    @Tiago dos Santos: esse é o ponto onde eu queria chegar. É uma ótima pergunta, que até agora eu não descobri a resposta.

    @Flavio: Vou ver esse GoblinX, não conheço ainda.

    A título de curiosidade, a atualização do BitLinux levou horas e foi feito download de quase 600MB de pacotes, quase o CD inteiro da distro.

  20. Mamutti permalink
    12/06/2008 15:16

    @Gilson: a primeira etapa para melhorar algo é apontar o que está errado e dizer como pode melhorar. Não sabia da relação da distro com a BitWay pois obtive a mídia de instalação através da NetGate. Se eu não tivesse feito o review você saberia da falha para poder enviar o email? O site da distro não expõe nenhuma forma de contato, portanto não soube como avisar.

  21. Ricardo ferreira permalink
    12/06/2008 15:37

    Acabei de ver no site na parte Suporte: “O Sistema Operacional BitLinux XP nao requer licença de uso…”

    BitLinux XP???? Os caras estão de gozação, ou a distro é ruim assim, para se equiparar ao rwuindows XP???

    Mesmo que muitos condenem o Ubuntu, graças a Canonical o Linux ficou bem conhecido. Já que se dependesse do governo de nosso país, os users “fraudinha” só teriam más impressões!!!!

    Absurdo!!!!

  22. 12/06/2008 18:32

    Isso Mamutti, teste um dos novos release candidates da versão 2.7, que em breve terá a edição final lançada. Tem as edições Micro (100MB), Mini (150MB) e Standard (295MB), a mais recente é a Mini 2.7 rc02, mais estável e próxima da edição final.

  23. 12/06/2008 18:43

    Isso é alguma espécie de portable?

  24. tutana permalink
    12/06/2008 22:47

    caramba

  25. 13/06/2008 0:57

    I was pointed to this article by a Brazilian. Sorry for english here.

    I develop BLAG and am very surprised to read it has any part of a distro called BitLinux. This is the first time I’ve ever heard of it, in fact.

    Can someone mail me the output of `cat /etc/repos.d/*` and `cat /etc/apt/sources.list.d/*`. I’m very curious to see how they are using the blag repository (if they are).

    Thanks,

    -jeff
    moe@blagblagblag.org

  26. 14/06/2008 16:27

    Voces baianos sao muito burros. Ao inves de cooperarem entre si, ficam escrachando o trabalho de si proprios. Parece que aquele ex-reitor da faculdade de Medicina dai estava certo.

    Vcs ja tentaram contactar as empresas envolvidas e tentaram *sugerir* essas melhorias? Ou isso seria culpa do Governo? Quantos anos vcs tem? Ainda acreditam em conta-da-carocinha? Se nao coloborarem entre si, alias, o que eh na verdade a filosofia do SL e’, a colaboracao, continuarao consumindo tudo de nos paulistas e dos gringos lah de fora. Ou so por que existem empresas na historia, sao viloes tao quanto
    a Microsoft eh?
    Vcs baianos burros estao condenados a isso. A consumir o que vem do Sul.
    Vcs ja fizeram ou tentaram fazer alguma distribuicao? Ou ainda ficam customizando Ubuntu ou Fedora com ferramentas automaticas achando isso bonito? Sera que funciona assim em qualquer hardware?
    Sera que na Bahia tem competencia em SL ou gente iguais a vcs que ficam escrachando a propria producao local?
    Voces conhecem mesmo o Programa para Computador para Todos, seus beneficios e resultados concretos nos ultimos anos ou ficam tocando berimbau que so tem uma corda?

  27. 14/06/2008 16:42

    Na verdade Andre ao contrário que muitos pensam, e com certa razão, existe Baiano inteligente sim, mas muito difícil.

    Não sou baiano, sou, e com muito orgulho, paulistano nascido na zona sul. Entendo sua raiva para com os baianos mas depredar a imagem alheia não é algo legal de se fazer e o iCaju não apóia isso. Apoiamos a exposição do seu ponto de vista mas não assim.

    Mande-nos um e-mail.

  28. Alexandre Santos permalink
    14/06/2008 17:36

    QUE PRECONCEITO É ESSE AEEE??
    Ta bom, entao o pessoal de minha universidade que tirou 99% na prova da oab sao o q??
    Infelizmente a politica dos diversos governos aqui e a ideia errada que aqui na bahia e no nordeste nao tem producao de conhecimento é q faz pessoas como voce dizer asneiras(coisa de paulista se achar o maximo)..respeito os paulistas mas acho q infelizmente preconceito contra nós nordestinos existe sim….
    em relacao ao apoio, tem q se sugerir mudancas e apoiar a producao daqui sim…
    Fico triste de ver as maquinas do governo saindo com distros cada vez piores…
    Canso de pegar clientes que reclamam da distro dizendo q é dificil, que programas nao funcionam corretamente etc…
    Vai aeee minha opiniao…
    abraço a todos

  29. 14/06/2008 19:11

    No meu caso não se trata de preconceito, se trada de um conceito mesmo. Não digo que não existe nordestino esperto, inteligente, sagaz, claro que existe, Mamutt, Wagnex, Tinho, são todos nordestinos e super inteligentes.

  30. 14/06/2008 19:36

    FWIW, Isamar Maia from BitLinux wrote me:

    “When I built last version of BitLinux, I used BLAG as base for this simple OEM customized distribution but it’s not using Blag repositories at all. Anyway, Blag’s pictures and indications where properly removed.”

    It’s kind of funny because they didn’t *have* to remove any pictures or “indications”, but it does appear they are still using the yum repo based on what was emailed to me (our repo config).

    Ciao,

    -Jeff

  31. 15/06/2008 23:23

    De fato, nao sou muito preconceitoso. Na realidade, sou casado com uma baiana e ja morei
    5 anos em Salvador. Considero-me um baiano frustado fanatico por acaraje’.
    Hoje sou um humilde professor-pesquisador de uma universidade no exterior.

    Logo, tais afirmacoes preconceituosas nao refletem de forma alguma
    meu pensamento e soh foram para chamar atencao do Uguinho, Zezinho e Luizinho,
    ou melhor, “Ygor Mutti Miranda M. do Carmo”, residente do bairro de Boca de Rio em Salvador,
    e seus comparsas, que utilizam-se de suposto e confortavel anonimato para achancalhar,
    esculhambar e deturpar o trabalho dos outros sem conhecimento de causa, chamando isso de *analise*,
    utilizando-se de uma maquina virtual.

    Perini, depredar a imagem a alheia e’ o que um blog desses irresponsavelmente faz com este
    titulo.

    Alem disso, veja: “Os repositorios de aplicativos disponiveis no sistema sao de uma distro obscura,
    que muito provavelmente e a mesma coisa do BitLinux so mudando o nome, uma tal de Blag Linux”.

    Alem disso, alguem aqui contactou os envolvidos antes? Ou preferiram(e conseguiram) chamar
    a atencao e aparecer na midia, ainda que, de uma forma negativa, agressiva e depredativa?
    Alguem ja parou e consultou o que e’ a distribuicao BLAG, uma das unicas distribuicoes
    totalmente livre do planeta e recomendada pela FSF.
    Voces devem e’ pedir desculpas, isso sim.

    Aproveitando meu ocio academico durante minhas ferias aqui no Brasil, vou fazer o papel aqui de “advogado do diabo”, neste caso.

    Sou usuario GNU/Linux desde 1995 contribuindo, entre outras coisas,
    financeiramente, comprando copias do Slackware do “Patrick Volkerding” desde entao, e esse posting
    de blog aqui foi a maior patafurdia que vi na minha vida. Sou usuario tambem de Ubuntu, Fedora, Free-Inspire e Debian.

    Dei-me o trabalho a dar download da imagem ISO do “Bitlinux 2” e realmente atende as
    exigencias do Governo. Atende a expectativa da maioria dos usuarios, classe C, que jamais tiveram
    ou sonharam em ter um computador, ou o adolescente que so quer navegar na Internet, ouvir musica, assistir videos,
    e fazer chat com os amigos. Tudo isso o que ha 10 anos atras sequer teriam condicao financeira
    de faze-lo. Estes sao os usuarios “Computador para Todos”. Ou vamos ensinar voluntariamente
    a alguem de uma comunidade humilde que nunca viu computador na vida a criar particoes EXT3 e SWAP ?
    Apesar de nao ser “lulista”, precisamos bater palmas para este projeto.
    Alias, acessem menos sites porno e tirem um tempo para ler a respeito do projeto:
    http://www.computadorparatodos.gov.br/

    O atualizador funcionou sem problemas. O manual esta disponivel
    no desktop do proprio sistema. A instalacao foi simples e direta sem maiores perguntas como
    “fuso horario”, teclado, lingua, particionamento que sao para usuarios avancados ou cientistas
    de foguete. O sistema de fato atende ao usuario iniciante, principiante sem a necessidade
    de se ter um “MS Windows” instalado de fabrica pagando royalties aos gringos.

    O suporte, por exigencia do proprio governo, nao e’ cobrado, como dito aqui por alguns, apesar de notoriamente precisar de se fazer um interurbano.
    Voces leram mesmo as exigencias do Governo ou so’ estao no chute?

    Facilita-se sim a compatibilidade de quem quer instalar um Windows na propria maquina. Mas e dai?
    Quem joga o Flight Simulator e outros jogos avancados, Corel, PhotoShop no GNU/Linux?
    Sei que nao e’ impossivel, talvez, mas e’ pior do que um parto de uma zebra. Alias, alguem ja’ viu
    aqui um parto de uma zebra?

    O sistema possui ferramentas uteis e estao conforme a descricao do governo. A minha filha de 6 anos
    foi quem instalou e configurou. Nao ha’ aqui uma pretensao de ser uma distribuicao como o
    proprietario Ubuntu. Vide:

    http://www.desktoplinux.com/news/NS7895189911.html
    http://www.desktoplinux.com/news/NS7895189911.html

    Os entusiastas, usuarios avancados em Ubuntu estao virando uma orde de usuarios “a-la-Windows”,
    que ficam sentados esperando pela proxima atualizacao e falando mal de tudo. O [M}ark [S]huttleworth, do Ubuntu,
    vulgo “MS”, esta comprando licencas proprietarias da Microsoft. Tsc..tsc… O Linux ta virando
    Windows… tsc..tsc…tsc. Voces ainda se consideram comunidade de SL? Tsc..tsc..tsc.. Mudem de nome.

    Entretanto, esse sistema, Bitlinux, nao e’ para usuarios avancados ja’ usuarios de outras distribuicoes. Este tipo de
    usuario tem(ou teria) dinheiro para comprar um computador mais potente, e nao um “Computador para Todos”
    e instalara’ a distribuicao do seu gosto, entre as centenas disponiveis em http://www.distrowatch.com
    Venhamos e convenhamos.

    Nao precisa ser muito inteligente para dar uma olhadinha no Google e encontrar alguns argumentos
    que reforcam essa minha ideia.

    A Bitshop parece ser uma empresa que fabrica algumas marcas em OEM como a Bitway e a Netgate, como ja
    dito aqui e pelo o que pude encontrar na Internet.
    http://www.fieb.org.br/sindicatos/exibir/exibir_empresa.asp?cod_empresa=13184

    Apesar de nao encontrar um site da Bitshop, encontrei outras referencias como:
    http://www.bitway.com.br/internas.php?institucional

    http://findarticles.com/p/articles/mi_hb5563/is_200209/ai_n22891133
    http://www.emediawire.com/releases/2007/3/emw508031.htm
    http://www.r2cpress.com.br/?q=node/1587
    http://www.via.com.tw/en/resources/pressroom/pressrelease.jsp?press_release_no=1987
    http://www.bemparana.com.br/index.php?n=56788&t=bitway-inicia-atividades-em-piraquara

    O que faz-me pensar que nao e’ uma empresa gerenciada por muleques, estudantes e irresponsaveis.
    Mas, uma atividade produtiva que deve empregar centenas de pessoas no interior da Bahia e tambem no Parana’.
    Aaa. O que seria de mim sem o Google…

    O site da empresa IMTech e links de terceiros mostra, alguma historia de trabalhos somente em Software Livre ja’ por
    alguns anos com clientes e parceiros inclusive fora do pais.
    http://www.imtech.com.br
    http://www.linux.com/articles/60217
    http://www.fsf.org/events/past-rms-speeches.html?b_start:int=135
    http://www.fsfla.org/svn/fsfla/site/blogs/lxo/2007-11-11-rms-br.pt
    http://www.magiclink.jp/

    Aaa, nem sei, por que estou perdendo meu precioso tempo com isso. Talvez pela revolta da inutilidade de uma
    *analise* como essas. Mas, vamos la’.

    Dei-me o trabalho mais uma vez, e escrevi para o desenvolvimento do sistema a partir do site da IMTech e o mesmo
    me respondeu no mesmo dia:

    ———————————————————————————————-

    Prezado Sr. Andre,

    Vi a mensagem do referido blog com muita reserva e confesso que fiquei um pouco triste.

    A IMTECH trabalha exclusivamente com projetos em Software Livre e estamos a quase 3 anos
    procurando competencias locais para fazer parte de nossa equipe. Apesar de existirem localmente
    muitas mentes brilhantes em outras areas, como Java e .NET, em plataformas proprietarias,
    nao tivemos muito exito em encontrar competencias locais nessa area para nos ajudar na
    distribuicao, sendo obrigados algumas vezes a recorrer a mao-de-obra freelance na India,
    Paquistao, Russia e Inglaterra, para complementar algumas customizacoes e partes do sistema,
    alem do meu esforco individual e dedicacao neste projeto.

    Esse mesmo modelo de importacao de desenvolvimento de servico foi adotado pela Mandriva,
    onde quase que a totalidade do sistema, hoje, eh desenvolvido na Franca, e perdeu
    seus principais desenvolvedores nacionais para o escritorio da Redhat em Sao Paulo.

    Isso eh um fator preocupante pois da-se aos poucos a substituicao da mao-de-obra local
    por inteligencias estrangeiras.

    Estamos anualmente promovendo, com ajuda de nossos parceiros, a vinda de grandes figuras do
    cenario mundial da area para a Bahia, como o Richard Stallman, por duas vezes e muito provavelmente
    ainda neste ano o “Jon MadDog Hall”, para fomentar a cultura e estimular o interesse de desenvolvedores
    na area. Recentemente promovemos evento similar com “casos de sucessos em SL” locais em um auditorio
    para 150 pessoas e houveram e apenas 15 compareceram.

    Ainda assim, apesar de termos recebido essa informacao nao da forma devida, estamos considerando todas
    as informacoes e os erros estao sendo corrigidos, apesar de algumas particularidades como versao
    de Firefox e atualizacao de outros componentes nao ser possivel pela limitacao de espaco em midia,
    um CD de 700MB, e ao mesmo tempo atender as exigencias do projeto do Governo.

    Estamos em vias para o inicio do desenvolvimento da 3a versao do sistema e providencialmente
    estamos em busca de profissionais e contribuidores que, de forma remunerada ou voluntaria, auxiliriarao
    na construcao de uma sistema ainda melhor. Os interessados devem enviar uma mensagem
    para queroajudar@bitlinux.com.br. O trabalho nao envolve apenas desenvolvimento mas pesquisa
    e besta-testing.

    Cordialmente,

    Isamar Maia
    isamar@imtech.com.br

    ———————————————————————————————-

    Agora entendo o porque do governo da Bahia fazer o acordo com a MS recentemente:
    http://www.microsoft.com/latam/presspass/brasil/2008/abril/governo.mspx

    O que pode ser muito proveitoso para uns e nao muito para outros.
    Aaa! Mas a Bahia fechou tambem com o Redhat, http://info.abril.ig.com.br/aberto/infonews/062008/06062008-15.shl
    mas que nao trara’ diretamente nenhum beneficio para a mao-de-obra local.
    Isso parece ser uma tendencia global.

    Vamos deixar de ser contra-tudo e contra-todos. A Microsoft e’ o vilao. O Linux e’ o bonzinho. Parece
    estoria da Chapeuzinho vermelho e Lobo-mau. Que coisa mais juvenil. A Microsoft pode ser aversa
    ao conceito de liberdade individual e contra os principios da GPL conforme o Stallman. Mas e dai? Vamos negar
    ou esquecer a contribuicao da MS para a popularizacao dos PCs em todo o planeta?

    OK. E qual a distribuicao melhor? O Stallman, lider do movimento Software Livre desaprova o Ubuntu, o Fedora e
    o proprio Debian por conterem programas nao-GPL em seus pacotes. Ou ainda confundimos OpenSource com
    Free-Software? Ou ainda achamos que Ubuntu nao eh uma distribuicao proprietaria? Ou ainda acreditamos
    em chapeuzinho vermelho e Papai Noel. Por favor, me digam, nao me matem de curiosidade, qual a idade de voces?

    Vamos todos usar gNewSense, BLAG ou Gobuntu. Quem aqui ja’ instalou um deles? Ou nem sequer ouviram falar
    assim como o Blag?

    http://www.linux.com/articles/58353
    http://www.fsdaily.com/Community/The_Importance_of_the_Completely_Libre_Distributions

    O que voces acham?

    E as outras distribuicoes brasileiras? Famelix? Fenix? Insigne? Metasys ?Librix da Compaq? Todas sao um lixo? Ou cumprem
    o papel para os quais foram desenvolvidas? Quais das centenas de distribuicoes disponiveis em http://www.distrowatch.com
    sao compativeis e reconhecem o seu hardware? Quais as suas limitacoes? Seria interessante Mamutti, Uguinho, Zezinho
    e Luizinho fazerem uma tabela comparativa entre elas, pelo menos para as nacionais,
    o que seria muito mais proveitoso e util. Ou estao ganhando alguma coisa($$$) de alguem por este posting?

    Andre Silva
    silvaandre85@gmail.com

  32. Mamutti permalink
    17/06/2008 0:06

    Olá André,
    Vejo que meu texto realmente o incomodou e, como o Sr. teve o trabalho de escrever este comentário enorme, eu vou responder com um comentário maior ainda, comentando cada parágrafo do seu texto. Antes gostaria de deixar claro que continuo defendendo cada ponto da minha análise, pois nada foi dito por acaso e portanto nada farei a respeito das suas críticas além de argumentar.
    De fato, nao sou muito preconceitoso. Na realidade, sou casado com uma baiana e ja morei 5 anos em Salvador. Considero-me um baiano frustado fanatico por acaraje’. Hoje sou um humilde professor-pesquisador de uma universidade no exterior.”
    Sério? Porque se isso for verdade então a situação é muito pior. Já pensou se sua esposa acessa um blog e vê um comentário começando com a frase “Voces baianos sao muito burros.”? Eu tenho certeza que isto deixaria a mesma incomodada. Reconheço que a maioria dos baianos não leva mesmo a educação muito a sério, mas não é o meu caso e dos meus colegas de blog: nossa instituição de ensino fornece bolsas de cursos técnicos do SENAI aos alunos de acordo com seu desempenho. Dois de nós ficamos em primeiros colocados na opção de curso que escolhemos, eu e o Wagner, e os outros dois ficaram em segundo lugar, Perini e Augusto (Tinho). Acho que é possível concluir que se não somos baianos inteligentes ao menos estamos nos esforçando.
    Entendi seu primeiro comentário como uma provocação, coisa de troll, por isso nem respondi, mas como vejo que decidiu argumentar farei o mesmo. Prosseguindo…
    Logo, tais afirmacoes preconceituosas nao refletem de forma alguma meu pensamento e soh foram para chamar atencao do Uguinho, Zezinho e Luizinho, ou melhor, “Ygor Mutti Miranda M. do Carmo”, residente do bairro de Boca de Rio em Salvador, e seus comparsas, que utilizam-se de suposto e confortavel anonimato para achancalhar, esculhambar e deturpar o trabalho dos outros sem conhecimento de causa, chamando isso de *analise*, utilizando-se de uma maquina virtual.”
    Se tais afirmações preconceituosas serviram apenas para chamar a atenção eu lhe digo que desta vez o Sr. conseguiu chamar a minha atenção e o outro comentário teve o efeito contrário. Escrevo anônimo sim, mas não tão anônimo a ponto de colocar o meu nome e sobrenome no formulário do Br-Linux, cujo post foi visto pela maioria dos que visitaram esta página. Além disso, publiquei o seu comentário com meu nome completo e endereço. Parabéns! o Sr. sabe usar o Google. Quanto a usar uma máquina virtual nos testes eu o fiz por limitações técnicas. Quando instalei pela primeira vez o BitLinux não consegui acreditar que ele vinha com pacotes quebrados, tanto que reinstalei o mesmo usando outra máquina virtual para ter certeza de que o problema se repetia. Os defeitos que encontrei no BitLinux em nada estão relacionados com hardware, portanto máquina virtual ou “real” não faria tanta diferença. A propósito, Huguinho se escreve com H.
    Perini, depredar a imagem a alheia e’ o que um blog desses irresponsavelmente faz com este titulo.”
    O título foi agressivo, reconheço, mas ao meu ver não deixa de estar correto. Detalhes adiante…
    Alem disso, veja: “Os repositorios de aplicativos disponiveis no sistema sao de uma distro obscura, que muito provavelmente e a mesma coisa do BitLinux so mudando o nome, uma tal de Blag Linux”.
    Alem disso, alguem aqui contactou os envolvidos antes? Ou preferiram(e conseguiram) chamar a atencao e aparecer na midia, ainda que, de uma forma negativa, agressiva e depredativa? Alguem ja parou e consultou o que e’ a distribuicao BLAG, uma das unicas distribuicoes totalmente livre do planeta e recomendada pela FSF. Voces devem e’ pedir desculpas, isso sim.”
    Realmente não contactei (veja que estou dialogando em primeira pessoa, EU sou o único responsável pelo artigo) os desenvolvedores, falha minha, não atentei para esta possibilidade. A julgar pelo site e pela falta de informações na Internet sobre a distro julguei que a equipe de desenvolvimento da mesma havia descontinuado o projeto ou não se interessava mais pela distro. Um dos detalhes que me levou a crer nisso foi o fato de o fórum e o Wiki da distro não funcionarem, mas vejo que me enganei. A análise não foi feita com o objetivo de agredir ou depredar e sim de mostrar que os defeitos do BitLinux são coisas que não tinham como passar desapercebidas se a distro se tratasse de um trabalho sério, e que esta distribuição, apesar de, em tese, atender às especificações do programa do governo (sim eu as li, pus um link e ainda citei o site do programa como fonte) não está num nível de qualidade suficiente para ser adotada em computadores populares.
    Quanto ao Blag, vou te contar uma coisa: Jeff Moe nos comentários afirmou nunca ter ouvido falar do BitLinux, enquanto este usa os repositórios do Blag Linux. O Sr. acha isso correto? Será que o consumo de banda não gera custos ao pessoal do Blag? Será que o pessoal que desenvolve o BitLinux se importou em ajudar o Blag com custos de hospedagem por estarem usufruindo da mesma? Não vou mentir, não sabia que o Blag era recomendado pela FSF, porém já tinha ouvido falar de Ututo e gNewSense, que Stallman citou na reportagem que deu ao jornal A Tarde quando esteve aqui na Bahia. Olha só o que o próprio Jeff Moe, desenvolvedor do Blag, disse a mim por email, que reproduzo aqui na íntegra:

    “Mamutti wrote:
    > Hi Jeff,
    >
    > Sorry for my crap english. Here is the output of cat for the
    > file /etc/apt/sources.list.d/blag.list :
    >
    > [usuario@localhost ~]$ cat /etc/apt/sources.list.d/blag.list
    > ### blag Apt Repository
    > ### “”””””””””””””””””
    > ### More information about this repository:
    > ### http://www.blagblagblag.org
    >
    > ### BLAG Apt Repository for BLAG60000
    > rpm http://www.blagblagblag.org/ 60000/i386 os updates errata
    >
    > # Extra packages
    > rpm http://www.blagblagblag.org/ 60000/i386 extras

    Cool, thanks for the info. I never actually check the logs or webstats or any of that crap. I’m not even sure I’m keeping logs– i prefer not to. But i’d be curious to see how much they’re actually using it.

    > The other file you asked about seems to inexist. Sorry again for calling
    > your distro “obscure”, but i hadn’t ever heard about it. Thanks for
    > visiting our blog! =]

    Not only obscure, but oblivious!

    -Jeff”

    Viu? “Not only obscure, but oblivious” = Não somente obscura, mas esquecida.

    Aproveitando meu ocio academico durante minhas ferias aqui no Brasil, vou fazer o papel aqui de “advogado do diabo”, neste caso.

    Sou usuario GNU/Linux desde 1995 contribuindo, entre outras coisas, financeiramente, comprando copias do Slackware do “Patrick Volkerding” desde entao, e esse posting de blog aqui foi a maior patafurdia que vi na minha vida. Sou usuario tambem de Ubuntu, Fedora, Free-Inspire e Debian.”
    Eu sou usuário Linux desde 2004 contribuindo com suporte aos usuários, divulgação de distros e de software livre em geral, reportagem de bugs e um pouco de desenvolvimento em shell script. Habito o MeioBit e canais do IRC, onde ajudo muitas pessoas que querem tentar uma distro e enfrentam problemas. Sou usuário de openSUSE, Ubuntu e Fedora, nenhuma das três me atende perfeitamente e nem por isso deixam de ser excelentes distribuições.
    Dei-me o trabalho a dar download da imagem ISO do “Bitlinux 2″ e realmente atende as exigencias do Governo. Atende a expectativa da maioria dos usuarios, classe C, que jamais tiveram ou sonharam em ter um computador, ou o adolescente que so quer navegar na Internet, ouvir musica, assistir videos, e fazer chat com os amigos. Tudo isso o que ha 10 anos atras sequer teriam condicao financeira de faze-lo. Estes sao os usuarios “Computador para Todos”. Ou vamos ensinar voluntariamente a alguem de uma comunidade humilde que nunca viu computador na vida a criar particoes EXT3 e SWAP ?”
    A distro pode até atender as especificações do governo, em nenhum momento disse o contrário. Talvez o problema seja nas especificações que não são claras o bastante para impedir que software de baixa qualidade chegue nas mãos do povo. Esta distribuição, o BitLinux, apesar de possuir uma base muito boa peca na personalização, que foi a única coisa com que os desenvolvedores tiveram de se preocupar. O Fedora 6 é excelente, o BitLinux também, mas apenas na parte que pegou emprestado do Fedora, o resto eu dispenso.
    Fez o download? Qual o número de revisão da versão? Porque na versão que eu tenho aqui, que foi distribuída junto com um computador do programa Computador para Todos, vendido pela NetGate, em uma mídia autêntica, o erro dos repositórios ocorre em todas as vezes que eu tento instalar. Talvez haja algum problema apenas com a opção de instalação que eu escolhi, ainda assim continua sendo problema da distro. Vou realizar mais testes e enviarei os resultados diretamente para os desenvolvedores. Realmente foi um erro não ter entrado em contato com os desenvolvedores depois de postar o artigo. Um pouco mais de atenção na busca e eu teria encontrado o email de contato. Agradeço por divulgar o email do Isamar Maia.

    Apesar de nao ser “lulista”, precisamos bater palmas para este projeto.
    Alias, acessem menos sites porno e tirem um tempo para ler a respeito do projeto:
    http://www.computadorparatodos.gov.br/

    O mesmo link está disponível nas fontes citadas no final do artigo o tempo todo, só você não viu. Eu concordo que o programa está sendo muito bom para muita gente. Comprei um notebook da HP, uma empresa seríssima, com uma reputação a zelar, e o sistema que veio instalado foi o Mandriva em uma versão customizada pela HP que está sendo usada em computadore do programa. Todo o hardware do computador foi reconhecido pela distro, incluíram todo o software necessário a um usuário caseiro, não tive problemas com repositórios, o fórum do Mandriva funciona, recebi um código para ter acesso ao suporte por um ano, o manual é muito bem feito e ENSINA como usar os programas e o notebook, os favoritos do navegador mostram páginas de suporte da distro e a atualização dos pacotes foi coisa de 150MB. O instalador da distro não me fez pergunta alguma: coloquei o DVD e minutos depois sem tocar no notebook o sistema estava instalado, ou melhor, copiado. O sistema já estava todo configurado no DVD, o instalador só faz a cópia dos arquivos e a formatação. Não concorda que essa distro foi melhor personalizada do que o BitLinux? Pois é, poderia ser o Mandriva no lugar do BitLinux. Ainda assim, não gostei do Mandriva, mas sou capaz de fazer uma análise imparcial.

    O atualizador funcionou sem problemas. O manual esta disponivel no desktop do proprio sistema. A instalacao foi simples e direta sem maiores perguntas como “fuso horario”, teclado, lingua, particionamento que sao para usuarios avancados ou cientistas de foguete. O sistema de fato atende ao usuario iniciante, principiante sem a necessidade de se ter um “MS Windows” instalado de fabrica pagando royalties aos gringos.”

    O atualizador aqui não funcionou por que os arquivos de configuração dos repositórios estavam na pasta errada, não foram copiados para o diretório do yum. Citei no artigo o fato de o manual estar disponível logo no desktop, apesar de o mesmo estar muito mal feito, com erros de português e sem informações sobre como usar os programas disponíveis, apenas citando as funções de cada um.

    O suporte, por exigencia do proprio governo, nao e’ cobrado, como dito aqui por alguns, apesar de notoriamente precisar de se fazer um interurbano. Voces leram mesmo as exigencias do Governo ou so’ estao no chute?”
    Há um link para as exigências de software no artigo. Li todos os links verdes no site do programa antes de fazer o artigo. Como o suporte pode ser gratuito se é apenas por telefone, através de interurbano? Nem ao menos quem usa o BitLinux tem um fórum onde colocar as suas dúvidas. Cadê o espírito de comunidade? O usuário resolve sua dúvida através do email de suporte ou do telefone e a informação fica parada aí, pois o usuário não tem como socializar com os colegas de distro o que ele aprendeu, de forma que todos que tiverem o mesmo problema terão de entrar em contato com o suporte, gerando custos desnecessários e desperdiçando o tempo da equipe de suporte com dúvidas já respondidas.
    Facilita-se sim a compatibilidade de quem quer instalar um Windows na propria maquina. Mas e dai? Quem joga o Flight Simulator e outros jogos avancados, Corel, PhotoShop no GNU/Linux? Sei que nao e’ impossivel, talvez, mas e’ pior do que um parto de uma zebra. Alias, alguem ja’ viu aqui um parto de uma zebra?”
    E daí que o usuário que compra um computador desses do programa não é aquele que tem dinheiro para comprar o Windows, quanto mais um Flight Simulator, Corel ou Photoshop ou qualquer outro programa que justifique o uso do Windows ao invés do Linux. Na minha humilde opinião isto é claro estímulo a pirataria. Caso ele queira comprar e instalar o Windows o mesmo virá com um manual explicando de forma bem mais exata como proceder.

    O sistema possui ferramentas uteis e estao conforme a descricao do governo. A minha filha de 6 anos foi quem instalou e configurou. Nao ha’ aqui uma pretensao de ser uma distribuicao como o
    proprietario Ubuntu. Vide:

    http://www.desktoplinux.com/news/NS7895189911.html
    http://www.desktoplinux.com/news/NS7895189911.html

    Os entusiastas, usuarios avancados em Ubuntu estao virando uma orde de usuarios “a-la-Windows”, que ficam sentados esperando pela proxima atualizacao e falando mal de tudo. O [M}ark [S]huttleworth, do Ubuntu, vulgo “MS”, esta comprando licencas proprietarias da Microsoft. Tsc..tsc… O Linux ta virando Windows… tsc..tsc…tsc. Voces ainda se consideram comunidade de SL? Tsc..tsc..tsc.. Mudem de nome.”
    Sou a favor da postura software livre, sempre que possível. Caso o suporte ao hardware do computador para todos necessite do uso de drivers proprietários ele deixará de ser suportado? Não encontrei essa informação no portal, mas vou procurar mais a fundo em outro ocasião.
    O Ubuntu inclui drivers proprietários, eu sei disso, e apóio. Não apóio que os drivers sejam proprietários mas acredito que qualquer extremismo é desnecessário a partir do momento que prejudica o usuário final. Por isso distros como gNewSense, Ututo e Blag só são indicadas para usuários mais avançados pois o suporte ao hardware é reduzido em prol de manter a distro completamente livre. Por isso mesmo Blag é uma escolha errada para uma distro que será usada em desktops, não pela distro em si, mas sim pelo suporte ao hardware debilitado. Nunca disse que sou parte do movimento SL, sou do movimento “software de qualidade e utilizado de acordo com a licença de distribuição”. 😉
    Entretanto, esse sistema, Bitlinux, nao e’ para usuarios avancados ja’ usuarios de outras distribuicoes. Este tipo de usuario tem(ou teria) dinheiro para comprar um computador mais potente, e nao um “Computador para Todos” e instalara’ a distribuicao do seu gosto, entre as centenas disponiveis em http://www.distrowatch.com
    Venhamos e convenhamos.”
    Realmente, quem vem de outras distribuições mainstream, aquelas tocadas por empresas sérias, reconhece que o BitLinux não é uma boa distro para seu uso. Mas discordo em partes, pois esse tipo de usuário geralmente não tem dinheiro para comprar uma licença do Windows e provavelmente não teria para comprar um computador mais potente. E outra: todo usuário do Fedora reconhece que a distro é meio pesada. Testei em um computador com 256MB RAM e o desempenho foi horrível, Ubuntu e openSUSE ficaram bem mais rápidos. Quem quer desempenho não instala Gnome, que é o ambiente desktop mais pesado hoje em dia, vai de KDE ou mesmo XFCE.
    Nao precisa ser muito inteligente para dar uma olhadinha no Google e encontrar alguns argumentos que reforcam essa minha ideia.

    A Bitshop parece ser uma empresa que fabrica algumas marcas em OEM como a Bitway e a Netgate, como já dito aqui e pelo o que pude encontrar na Internet.
    http://www.fieb.org.br/sindicatos/exibir/exibir_empresa.asp?cod_empresa=13184

    Apesar de nao encontrar um site da Bitshop, encontrei outras referencias como:
    http://www.bitway.com.br/internas.php?institucional



    http://findarticles.com/p/articles/mi_hb5563/is_200209/ai_n22891133
    http://www.emediawire.com/releases/2007/3/emw508031.htm
    http://www.r2cpress.com.br/?q=node/1587
    http://www.via.com.tw/en/resources/pressroom/pressrelease.jsp?press_release_no=1987
    http://www.bemparana.com.br/index.php?n=56788&t=bitway-inicia-atividades-em-piraquara

    O que faz-me pensar que nao e’ uma empresa gerenciada por muleques, estudantes e irresponsaveis. Mas, uma atividade produtiva que deve empregar centenas de pessoas no interior da Bahia e tambem no Parana’.”
    A Bitshop deveria tomar mais cuidado com o software que vai nos seus computadores, se quiser ser reconhecida como uma empresa séria e manter uma boa reputação. Um site melhor para o BitLinux e um site para a Bitshop já ajudaria bastante. Porque tanto preconceito com estudantes? Acha que depois que largam a escola ou a universidade as pessoas devem deixar de ser estudantes? Infelizmente no Brasil estudante está se tornando sinônimo de vagabundo, desinteressado e inculto, contudo generalizar é sempre ruim.

    Aaa. O que seria de mim sem o Google…”

    Aliás, o que seria de todos nós! =]

    O site da empresa IMTech e links de terceiros mostra, alguma historia de trabalhos somente em Software Livre ja’ por
    alguns anos com clientes e parceiros inclusive fora do pais.
    http://www.imtech.com.br
    http://www.linux.com/articles/60217
    http://www.fsf.org/events/past-rms-speeches.html?b_start:int=135
    http://www.fsfla.org/svn/fsfla/site/blogs/lxo/2007-11-11-rms-br.pt
    http://www.magiclink.jp/

    Aaa, nem sei, por que estou perdendo meu precioso tempo com isso. Talvez pela revolta da inutilidade de uma
    *analise* como essas. Mas, vamos la’.”

    Vou comentar a suposta inutilidade da minha “análise” depois…

    Dei-me o trabalho mais uma vez, e escrevi para o desenvolvimento do sistema a partir do site da IMTech e o mesmo
    me respondeu no mesmo dia:

    ——————————-

    Prezado Sr. Andre,

    Vi a mensagem do referido blog com muita reserva e confesso que fiquei um pouco triste.

    A IMTECH trabalha exclusivamente com projetos em Software Livre e estamos a quase 3 anos
    procurando competencias locais para fazer parte de nossa equipe. Apesar de existirem localmente
    muitas mentes brilhantes em outras areas, como Java e .NET, em plataformas proprietarias,
    nao tivemos muito exito em encontrar competencias locais nessa area para nos ajudar na
    distribuicao, sendo obrigados algumas vezes a recorrer a mao-de-obra freelance na India,
    Paquistao, Russia e Inglaterra, para complementar algumas customizacoes e partes do sistema,
    alem do meu esforco individual e dedicacao neste projeto.

    Esse mesmo modelo de importacao de desenvolvimento de servico foi adotado pela Mandriva,
    onde quase que a totalidade do sistema, hoje, eh desenvolvido na Franca, e perdeu
    seus principais desenvolvedores nacionais para o escritorio da Redhat em Sao Paulo.

    Isso eh um fator preocupante pois da-se aos poucos a substituicao da mao-de-obra local
    por inteligencias estrangeiras.

    Estamos anualmente promovendo, com ajuda de nossos parceiros, a vinda de grandes figuras do
    cenario mundial da area para a Bahia, como o Richard Stallman, por duas vezes e muito provavelmente
    ainda neste ano o “Jon MadDog Hall”, para fomentar a cultura e estimular o interesse de desenvolvedores
    na area. Recentemente promovemos evento similar com “casos de sucessos em SL” locais em um auditorio
    para 150 pessoas e houveram e apenas 15 compareceram.

    Ainda assim, apesar de termos recebido essa informacao nao da forma devida, estamos considerando todas
    as informacoes e os erros estao sendo corrigidos, apesar de algumas particularidades como versao
    de Firefox e atualizacao de outros componentes nao ser possivel pela limitacao de espaco em midia,
    um CD de 700MB, e ao mesmo tempo atender as exigencias do projeto do Governo.

    Estamos em vias para o inicio do desenvolvimento da 3a versao do sistema e providencialmente
    estamos em busca de profissionais e contribuidores que, de forma remunerada ou voluntaria, auxiliriarao
    na construcao de uma sistema ainda melhor. Os interessados devem enviar uma mensagem
    para queroajudar@bitlinux.com.br. O trabalho nao envolve apenas desenvolvimento mas pesquisa
    e besta-testing.

    Cordialmente,

    Isamar Maia
    isamar@imtech.com.br

    ——————————--“
    Vou me ater ao contexto do artigo e fazer apenas dois comentários sobre o email. Já fiz um comentário sobre o Mandriva mais acima e o mesmo não se compara ao BitLinux. O Mandriva além de atender o usuário de outra distro atende muito bem o usuário do Windows, coisa que o BitLinux não fez. Quanto ao Firefox pfff… não acho que um CD ter 700MB seja desculpa quando a imagem da distro tem 409MB. Desculpa esfarrapada. Como eu já disse e vou repetir, eu acho um absurdo a pessoa instalar uma distro cuja imagem ocupa 409MB e ter que atualizar 600MB entre kernel, aplicativos, utilitários e partes fundamentais do sistema. E quanto aos pacotes quebrados? A atualização resolveu boa parte deles, mas ainda assim eu tenho problemas. Não consigo instalar nenhum programa pelos repositórios sem ter que remover os pacotes quebrados e entre eles estão partes fundamentais do Gnome, X, kernel, etc. Por isso mesmo vou enviar esta mensagem ao Isamar e me proponho a colaborar com o BitLinux. Posso colaborar com feedback, tradução e me comprometo a escrever uma análise da versão 3. Se os erros forem corrigidos, ótimo, dou meus parábens, caso contrário será uma análise bem parecida com esta que o Sr. leu.

    Agora entendo o porque do governo da Bahia fazer o acordo com a MS recentemente:
    http://www.microsoft.com/latam/presspass/brasil/2008/abril/governo.mspx

    O que pode ser muito proveitoso para uns e nao muito para outros.
    Aaa! Mas a Bahia fechou tambem com o Redhat, http://info.abril.ig.com.br/aberto/infonews/062008/06062008-15.shl
    mas que nao trara’ diretamente nenhum beneficio para a mao-de-obra local.
    Isso parece ser uma tendencia global.”

    As duas notícias foram divulgadas aqui:
    https://icaju.wordpress.com/2008/06/09/bahia-e-redhat-perfeito-casal/
    https://icaju.wordpress.com/2008/04/27/bahia-e-microsoft-unidas-em-prol-da-educacao/
    Lembra da bolsa que eu falei? O curso que ganhei a bolsa foi de Desenvolvimento de Software. Infelizmente o Isamar está certo quanto ao uso de tecnologias proprietárias no Brasil e o meu curso vai abordar somente lógica, Java e .Net, por isso mesmo venho desde já me informando e estudando o projeto Mono e o IDE Monodevelop para desenvolver software livre multiplataforma. Dessa forma eu pretendo colaborar com software livre e com o mundo Linux enquanto não aprendo C ou C++.

    Vamos deixar de ser contra-tudo e contra-todos. A Microsoft e’ o vilao. O Linux e’ o bonzinho. Parece estoria da Chapeuzinho vermelho e Lobo-mau. Que coisa mais juvenil. A Microsoft pode ser aversa ao conceito de liberdade individual e contra os principios da GPL conforme o Stallman. Mas e dai? Vamos negar ou esquecer a contribuicao da MS para a popularizacao dos PCs em todo o planeta?”
    Pelo que o Sr. leu até agora já deve ter percebido que eu não penso dessa forma. A Microsoft ajuda muito os desenvolvedores e estudantes com material técnico que serve para várias plataformas, como já disseste o Windows foi o responsável pela popularização do PC e se hoje existe o programa Computador para Todos é por causa de ninguém mais ninguém menos que a Microsft. Infelizmente o Windows não me agrada, apesar de reconhecer que ele é o melhor SO que existe para desktops. Isso sem falar nos outros produtos da MS como Windows Mobile, os jogos, os periféricos, o XBOX, todos produtos muito bons, com seus defeitos, mas muito bons.

    OK. E qual a distribuicao melhor? O Stallman, lider do movimento Software Livre desaprova o Ubuntu, o Fedora e o proprio Debian por conterem programas nao-GPL em seus pacotes. Ou ainda confundimos OpenSource com Free-Software? Ou ainda achamos que Ubuntu nao eh uma distribuicao proprietaria? Ou ainda acreditamos em chapeuzinho vermelho e Papai Noel. Por favor, me digam, nao me matem de curiosidade, qual a idade de voces?”
    Qual a distribuição é melhor vai de cada um. Ninguém aqui falou sobre Ubuntu ser proprietário ou não, não é isso que está em discussão, muito menos a diferença entre software livre e open-source, coisa que eu já estou cansado de saber. Ao contrário do que o Sr. imagina eu costumo ler a licença antes de instalar algum programa. Stallman é um radical, um extremista, eu não aprovo suas atitudes, mas aprovo a atitude dos progressistas do movimento SL. Ninguém tocou no assunto da idade, e apesar de achar isso completamente irrelevante para a discussão eu não tenho motivos para não revelar que tenho quase 17 anos. 17 anos e muito mais lúcido do que muito bacana por aí.

    Vamos todos usar gNewSense, BLAG ou Gobuntu. Quem aqui ja’ instalou um deles? Ou nem sequer ouviram falar assim como o Blag?

    http://www.linux.com/articles/58353
    http://www.fsdaily.com/Community/The_Importance_of_the_Completely_Libre_Distributions

    O que voces acham?”

    Vamos todos usar aquele SO que atende melhor às nossas necessidades e suporte o nosso hardware, livre ou não, enquanto desenvolvemos as soluções livres para substituir o que livre não for.

    E as outras distribuicoes brasileiras? Famelix? Fenix? Insigne? Metasys ?Librix da Compaq? Todas sao um lixo? Ou cumprem o papel para os quais foram desenvolvidas? Quais das centenas de distribuicoes disponiveis em http://www.distrowatch.com sao compativeis e reconhecem o seu hardware? Quais as suas limitacoes? Seria interessante Mamutti, Uguinho, Zezinho e Luizinho fazerem uma tabela comparativa entre elas, pelo menos para as nacionais, o que seria muito mais proveitoso e util. Ou estao ganhando alguma coisa($$$) de alguem por este posting?”

    Há distribuições brasileiras que são excelentes, como o Kurumin, com todos os seus defeitos, mas sem deixar de ser uma excelente distro no resumo. Dessas que citou conheço apenas o Famelix e sinceramente essa é outra distro que não mostrou a que veio. Tenta ser fácil para quem usa Windows, não consegue, e com isso ainda atrapalha quem conhece um pouco de Linux, perdendo totalmente a vantagem do seu diferencial. Levei um bom tempo até achar o utilitário de configuração da rede, coisa que estaria facilmente acessível no Painel de Controle do Windows. Entre as distros Linux que testei apenas o Ubuntu, o Kurumin e o Fedora detectam e suportam todo o meu hardware, mas o Kurumin não me agrada como desktop e os outros dois dão travadas aleatórias em hardware da HP, coisa que não consigo resolver e ninguém soube explicar porque ocorre. Antes que me questione, este bug já foi reportado. Seria mesmo interessante essa tabela comparativa, mas não entendi a necessidade de serem distros nacionais. Distros com representação no Brasil como o Mandriva também participam do programa. No lugar do BitLinux seria bem mais vantajoso para o usuário e mais barato para a empresa uma personalização de uma distro mais conhecida e de boa qualidade, aproveitando o suporte da comunidade e os repositórios ficando a cargo da empresa que fez a personalização somente o suporte durante um ano.

    Minha opinião não tem preço. Não ganhei nada para escrever este artigo, apenas quis mostrar minha revolta com a adoção de uma distro tão imatura o que eu acredito estar contribuindo para “depredar” a imagem do Linux entre os usuários comuns. O Sr. provavelmente já deve ter escutado os absurdos que os usuários de Windows (muitas vezes pirata) dizem a respeito do Linux, em virtude de seu primeiro contato com o SO não ter sido fácil.

    Quanto a inutilidade da minha Análise, vamos ao saldo final:

    Jeff Moe, desenvolvedor do Blag, agora tem conhecimento de que o BitLinux usa os repositórios de sua distro;
    Carlos Mascarenhas da BitWay tomou conhecimento das falhas do BitLinux e diz ter encaminhado à equipe de desenvolvimento;
    As minhas críticas em relação ao BitLinux provavelmente serão levadas em conta no desenvolvimento da próxima versão, tornando-se uma distro melhor;
    Isamar Maia da IMTECH tomou conhecimento das críticas;
    Em consequência da sua mensagem eu fiquei sabendo do email através do qual posso, e vou, colaborar com o BitLinux;
    A imagem do BitLinux pode ter sido abalada, mas isso não é culpa minha, e sim da empresa que adotou uma distro que ainda não é madura o suficiente para um programa de inclusão digital;
    Por fim, o blog teve muitas visitas e levantou um debate importante e que andava meio esquecido.

    Mamutti, ou melhor, Ygor Mutti Miranda Monteiro do Carmo

    Estudante, baiano e único responsável pela análise.

    ygormonteiro@gmail.com

  33. André K. permalink
    18/06/2008 0:33

    Senhores, acho que qualquer discussão neste caso é válida, pois está levantando assunto, a empresa responsável (aparentemente, visto o email divulgado acima) está sabendo e se propôs a corrigir os bugs.

    – Aaaah mas a minha versão que veio no meu cd tá com problema!!!
    Sabe o Windows, com aquele monte de programador full-time? Pois é, também levou um tempão (realmente não sei quanto) pra sair o SP1 do Vista e corrigir vários bugs, e não só coisas obscuras. Tá reclamando de uma empresa brasileira que não consegue nem achar programadores suficientes??
    – Não sou usuário linux porque não consegui me adaptar ainda (alguns problemas de hardware e preguiça), e isso me leva também a outro ponto: mesmo se eu usasse, não paguei nada (mesmo se fosse Ubuntu, que é proprietário de uma forma que eu não compreendo pois foge do meu conceito de propriedade, mas tudo bem), não contribuo (brasileiros: FAZER TRADUÇÃO NÃO É COLABORAR, O GOOGLE FAZ ISSO!!!! ABRAM UMA LINHA DE CÓDIGO ANTES DE DIZER QUE COLABORAM!!!!), que direito eu tenho de sair reclamando? bla bla bla software tem que funcionar 100%… ok, acha UM, e só UM software útil que vc me garante que não tem bugs então…
    – Porque adolescentes estrangeiros podem criar suas distribuições (não sou conhecedor profundo do linux e de suas distribuições, mas pelo número de distros no DistroWatch, certeza que alguma se enquadra), empresas brasileiras não podem? Como comentado acima, se atende as expectativas do público-alvo, tá ótimo!
    – E agora minha opinião sobre linux: nunca vai ser grandes coisa enquanto continuar tentando se popularizar por imitar o Windows. Até lá: ano do linux = YEAR() + 1. As distros populares tentam copiar recursos do Windows e do MacOS, inovando em pontos pouco populares ou que requerem um hardware ainda menos popular para ser viável como inovação (insira o compiz com seu tema preferido aqui). E mais, essa quantidade absurda de distros só serve para confundir. Imaginem a seguinte situação: banca de camelô vendendo sistemas operacionais, chega o cidadão e pede um windows: o cara tem duas opções (não me venham com aah mas o vista tem 6 versões, pro cidadão comum é tudo igual), e se não souber qual empurra a mais nova. E se o cidadão pede um linux? Ubuntu? – uuuuh, proprietário!!! Slack? – uuuuh, não é fácil pro usuário!!! Blag? – ….. blag?? E aí meu amigo!? Linux não foi feito pro cidadão comum…… pelo menos não esse linux do Stallmann e da FSF.

  34. Mamutti permalink
    18/06/2008 11:36

    @André K.: o Ubuntu é proprietário somente no sentido de vir com pacotes com licenças não livres, a maioria são drivers de hardwares que não possuem ainda um driver livre.

  35. serbraz permalink
    26/06/2008 21:18

    CARA, VC MANDO BEM, EU COMPREI UM COMPUTADOR QUE VEIO INSTALADO
    O BITLINUX PELA BITSHOP – CARA ESSES CARAS SÃO UNS SACANAS – QUALQUER VERSÃO ATUALIZADA DE QUALQUER DISTRIBUIÇÃO LINUX É MELHOR O QUE ESSA PO……

    USO PROGRAMAS WINDOWS . ENTRETANDO ESTOU TESTANDO ALGUMAS VERSÕES COM SUPORTE A LINGUA PORTUQUESA NO MEU XP – ATE DESATIVEI O MEDIA O INTERNET E SO ESTOU USANDO PROGRAMAS LIVRES. E PARABÉNS AOS CRIADORES DO BR OFFICE, VCS ESTÃO DE PARABÉNS.

  36. 24/01/2009 22:58

    Excelente matéria ! Isso só serve para corroborar de que muitos não gostam de SL por conta de programas governamentais como esse !
    Realmente, isso é um tiro no pé para a comunidade SL.

  37. Heleno permalink
    29/01/2009 19:58

    Li alguns comentários sobre o bitlinux e não posso deixar de admitir q ele fica muito a desejar e muito mesmo!!! Mas devemos ver q quando um computador sai de fabrica para as lojas com uma distribuição Linux boa ou não o preço dele fica mais baixo em relação a uma mesma maquina com um windows instalado (ou seja não se paga pelo sistema OP) Afinal grande maioria d usuários compram computadores com uma distribuição Linux logo formatam seus pcs e instalam o famosos windows pirata.
    A Função real do Bitlinux é fazer testes de vídeo, som e modem em fabrica e não para ser usado com um versão normal de distribuição Linux pelo menos não por em quanto.

    • daniele permalink
      02/03/2011 1:49

      Mas se ele vem como programa essa era pra ser a funçao dessa droga de programa

  38. 30/01/2009 5:56

    @Heleno: A função dele pode até ser esta, mas esse não é o objetivo do Linux no Computador Para Todos, logo essa distro, caso tenha sido criada com esse propósito, não deve ser usada em um programa de inclusão digital.

    PS: Saiu a versão 3.0! Agora a mídia de instalação é um DVD e parece que, seguindo a tendência do mercado, a distro não quer mais ser o “BitLinux XP”, e sim o BitLinux Vista, a julgar pelo site. (WTF?! O Tux deve estar zonzo com aqueles ícones do Vista voando ao redor dele!)

  39. 26/04/2009 16:33

    Vcs acreditam que esta porcaria voi a minha primeira distribuição linux que usei? Dias e dias de arrempendimentos (desinstalei o xp).Agora conseguir sair desta porcaria!!!. Esperem não é mentira eu sou uma prova viva que tudo o que o texto disse é verdade!!!

  40. 28/04/2009 3:24

    @Emerson: Calma! Não entre em pânico! 😀

    O mundo Linux não é só o BitLinux. Entre no endereço http://www.ubuntu.com/getubuntu/download e baixe o Ubuntu. Se não puder baixar (699MB) peça uma cópia em http://shipit.ubuntu.com e receberá o CD de graça em sua casa.

  41. edvaldo permalink
    28/05/2009 0:03

    amigos adquiri um pc com o S.O bit linux XP versao 3.0
    e nao consigo instalar o xp de maneira nenhuma e quando tentei instalar o vista diz qeu não é possivel formatar que nao encontrou nenhum sistema de arquivos compativel…alguem poderia me ajudar?

  42. 28/05/2009 0:18

    Edvaldo, basta ligar para o número do suporte técnico da Microsoft que veio junto quando você comprou suas cópias do Windows XP e Vista. Eles vão pedir informações pra confirmar que você pagou pelos dois sistemas e depois podem responder qualquer dúvida sua.

    Se não me engano, quando inicia o BitLinux 3 tem uma opção pra apagar o ele do HD, feita para facilitar sua migração para o Windows.

  43. Angela permalink
    02/06/2009 10:28

    Este artigo (a mais uma porrada de artigos que fui obrigada a ler) me foi bem útil. E já fiz um curso de Linux de 2 anos, entaõ foi um pouquinho mais fácil, mas o que eu tive mesmo é que fazer foi procurar na net mesmo todas as minhas dúvidas e também ir “fuçando” por conta no computador, é assim que acaba se virando um “expert”, dá até pra trabalhar e ganhar um dinheiro assim! RSRSRS
    Um fato bem “engraçado” foi que assim que eu liguei pra assistência técnica da minha internet pra configurá-la nessa coisa, recebi um belo “Só damos assistência para o Windows”, a agora que eu aprendi, através do bendito google(podemos ter cursos pela internet de graça e nem percebemos) vou mandar a atendente !@#$%!
    Benditos hackeres que usam o cérebro! E bendito Google!

  44. 02/06/2009 14:05

    É isso aí Angela! Esse é o caminho…

    Na época que eu tive problemas com ADSL a Telemar também não queria dar suporte e quem me salvou foi o fórum do Guia do Hadrware. Está tudo lá no Google, o problema é só achar. 🙂

  45. Luis permalink
    03/07/2009 15:47

    Ola, instalei o bitlinux na minha maquina, mas não consigo configurar o mouse. Será que alguém pode me ajudar?

    Ficarei muito grato,

    Luis

    • 04/07/2009 13:14

      Ligue para o suporte do BitLinux. O número se encontra no site e no manual.

  46. fjbroder permalink
    30/07/2009 15:51

    Desinstaley meu bitlinux dois.zero
    e quero reinstala-lo, mas só que após
    todo processo de instalação concluida
    ele pede um tipo de codico.
    qual seria este codigo

    • 30/07/2009 20:05

      Se for o nome de usuário é “usuario” (sem as aspas e sem acento) e a senha é “usuario” também. Se não for isso não sei lhe dizer o que é, mas você pode sempre contar com o suporte da distro. Você pode fazer essa pergunta no fórum: http://www.bitlinux.com.br/v3/forum/ ou clicando no ícone de suporte, no site http://www.bitlinux.com.br/v3/

      Por favor, comente aqui como foi o atendimento.

  47. daniele permalink
    02/03/2011 1:36

    SOCORRO , eu não suporto mais esse programa eu não consigo baixar o msn plus nada eu to desesperada pelo amor de deus alguem me da uma luz. E eu tento tento e a droga do programa não presta eu já nem sei o que fazer em uma semana eu removi o BUTLINUX ,11,vezes.
    Eu vou acabar ficando louca com esse programa me ajudem PELO AMOR DE DEUS

    • 04/03/2011 19:51

      Se você o removeu então o problema deve estar no sistema que você pôs no lugar. Supondo que foi o mesmo, entre em contato com o suporte. Tem informações de contato no manual em PDF.

  48. daniele permalink
    02/03/2011 1:44

    OLA! sou eu de novo será que alguem pode me ajudar meu bitilinux está com 32 pacotes quebrados e eu não sei o que fazer socorro me ajudem por favor odeio o bitilinux por deus este programa era pra ser proibido para adolecentes ele causa estresse e muita raiva (6)

    • 04/03/2011 19:59

      Daniele, eu tentei resolver esse problema mas não consegui. Sugiro que você instale um sistema melhor. Sugiro o Ubuntu.

  49. Rafael Oliveira permalink
    25/08/2012 13:36

    veio eu to com esse lixo instalado no meu pc e amanha msm ja vou comprar o cd do windows xp piratao pra tirar essa merda

  50. 29/12/2013 8:05

    gostei muito

Trackbacks

  1. Análise crítica do BitLinux, participante do “Computador para todos”
  2. Retrospectiva I « iCaju

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: